Henry Steel Olcott

Henry Steel OlcottCoronel Henry Steel Olcott, nascido em Orange, Nova Jersey, em 2 de agosto de 1832, cresceu na fazenda do seu pai em Nova Jersey. Em 1860, ele casou-se com Mary Epplee Morgam e tiveram três filhos. Olcott trabalhou como editor no jornal New York Tribune, escrevendo inicialmente artigos sobre agronomia, e posteriormente sobre diversos assuntos, entre os quais o movimento espiritualista estadunidense. Serviu no exército durante a Guerra de Secessão, onde obteve a patente de coronel. Também publicou uma genealogia da sua família que traçava uma linha direta entre ele e Thomas Olcott, um dos fundadores da Hartford, capital do estado americano de Connecticut, em 1636.

Inicialmente, Olcott era um adepto fervoroso da Doutrina Espírita, movimento espiritualista fundado pelo pedagogo francês Allan Kardec, porém converteu-se ao budismo, sendo uma das primeiras personalidades proeminentes do ocidente a adotá-lo formalmente. Em 1874, enquanto escrevia uma série de artigos sobre os irmãos Eddy de Chittenden, conheceu Helena Blavatsky, e em 8 de setembro 1875, junto com ela, William Quan Judge e outros fundaram a Sociedade Teosófica. Em dezembro de 1878 a sede da Sociedade Teosófica foi mudada para a Índia, e depois estabelecida em Adyar, situada ao sul de Chennai (antigamente chamada de Madras). Blavatsky posteriormente mudou-se para Londres, onde faleceu. Olcott permaneceu na Índia e assumiu a presidência da Sociedade Teosófica após a morte de Blavatsky.

Olcott, enquanto presidente da S.T., construiu várias escolas budistas em Sri Lanka, sendo o Colégio Ananda, Colégio Nalanda, Colégio Dharmaraja e o Visakha Vidyalaya apenas alguns exemplos. Sua influência na Sociedade Teosófica favoreceu grandemente um renascimento do budismo no Sri Lanka, e posteriormente no ocidente.

Uma estátua foi construída em sua homenagem em Maradana, e uma rua em Colombo (capital do Sri Lanka) recebeu o seu nome. Ele ainda é recordado por muitos em Sri Lanka, e especialmente pelos estudantes das escolas que fundou.

Morreu em Adyar, Madras, em 17 de Fevereiro de 1907, com 74 anos.

 

Bibliografia

  • Outlines of the first course of Yale agricultural lectures (1860)
  • Sorgho and Imphee, the Chinese and African sugar canes (1857)
  • Descendents of Thomas Olcott (1872)
  • Human Spirits and Elementaries (1875)
  • People from the other world (1875)
  • A Buddhist Catechism (1881)
  • Theosophy, Religion, and Occult Science (1885)
  • The Hindu Dwaita Catechism (1886)
  • The Golden Rules of Buddhism (1887)
  • The Kinship between Hinduism and Buddhism (1893)
  • The Poor Pariah (1902)
  • The Life of the Budha and its Lessons (1912)
  • Old Diary Leaves (em 6 volumes):
    •  Vol. I (1874-1878)
    •  Vol. II (1878-1883)
    •  Vol. III (1883-1887)
    •  Vol. IV (1887-1892)
    •  Vol. V (1893-1896)
    •  Vol. VI (1896-1898)