Técnica de proteção psíquica

Enviado por Mauricio em qui, 11/21/2013 - 03:27
Lendo "Discipleship in the new age", de Alice Bailey, me deparei com um pequeno trecho que considero útil compartilhar, por seu cunho bastante prático. Nele Djwal Khul nos dá uma orientação em relação a como nos protegermos de influências danosas com as quais podemos entrar em contato.
 
Vou traduzí-lo em parte a seguir.
 
--
 
Vocês precisam aprender a se proteger das pessoas, no sentido psíquico. O trabalho deve ser feito por vocês mesmos, e basicamente envolve a transmutação do centro sacro (não o plexo solar, como vocês poderiam naturalmente pensar) para a garganta. No centro sacro residem os medos raciais ancestrais e os desejos pessoais mais enraizados. Não pondere sobre o centro sacro, pois isso traria essas heranças ancestrais para a superfície, mas deixe seu trabalho ser relacionado ao centro criativo da garganta. Então faça o exercício a seguir:
 
  1. Entoe OM dentro do centro da garganta, enquanto a alma se foca no centro ajna.
  2. Veja (com a imaginação criativa) o centro da garganta como um reservatório radiante, vibrante e brilhante, e saiba que ele assim o é.
  3. Então envie desse centro um fluxo largo e vital de energia através da coluna, em direção ao centro sacro, preservando esse fluxo intacto em sua consciência de forma que nenhuma parte dele seja defletido para a contraparte física do centro sacro, as gônadas.
  4. Então veja o centro sacro (na coluna) como um reservatório radiante de energia, mas como energia defletida da atividade criativa física para a destruição dos medos raciais ancestrais no mundo. Então projete essa energia para fora, em direção ao mundo dos homens, para ajudar na destruição do medo.
  5. Em seguida, reafirmando sua consciência positivamente no centro ajna, retire sua atenção do centro sacro e do centro da garganta e entoe o som OM sete vezes, lentamente e de forma inaudível.
 
Use este exercício tão frequentemente quanto necessário. Você ficará surpreso ccom o que ele pode fazer por você.
 
--
 
A proteção citada acima se refere mais à oposição natural encontrada pelos discípulos que buscam se orientar em direção ao serviço pela humanidade, mas se aplica também aos ataques psíquicos que sofremos cotidianamente, propositais ou acidentais. No mínimo, ele reforça a intenção de trasferir a polarização atual do sacro para o laríngeo, razão suficiente para darmos atenção a ele. 
 
Em suas orientações originais, Djwal Khul recomendou que pelo menos nos seis meses após a instrução essa prática fosse feita diariamente, devido aos efeitos benéficos que pode trazer.
 
Mãos à obra!
 
 

Outras páginas interessantes: